O Mês do Ramadan

O Mês do Ramadan

"O Mês de Ramadan foi o mês em que foi revelado o Alcorão- orientação para a humanidade e evidêmcia de orientação e de discrenimento. Por conseguinte, quem de vós presenciar o novilúnio desse mês deverá jejuar; porém, quem se achar enfermo ou em viagem jejuará, depois, o mesmo numero de dias. Deus vos deseja a comodidade e não a dificuldade, mas cumpri o número(de dias), e glorificai a Deus por ter-vos orientado, a fim de que lhe agradeçais."

Esses versículos mostram que o jejum durante o mês de Ramadan tanto serve para fomentar o temor a Deus como a recordação d'Ele, nos corações dos crentes, servindo ainda para que agradeçamos a Deus pela diretriz que Ele nos concedeu, com o Alcorão. Conquanto o jejum, por si, possa parecer dificíl, ele não é imposto como uma forma de punção, mas sim como um ato de devoção e auto-disciplina, coisa que leva o crente para mais perto do Todo-Poderoso Deus.

Durante a sua vida, o Profeta Muhammad(s.a.a.s) dizia:"Quando Ramadan começa, os portões do Inferno ficam trancados, e os demônios nele acorrentados."

(Bukhair e Muslim)

Sahl Ibn Saad relatou que o Mensageiro de Deus dizia:"No Paraíso Há oito portas; entre elas há uma chamado Al Raiyan, a qual apenas os que jejuam adentrarão"(Bukhari e Muslim)

Uma Bênção adicional que Ramadan encerra é a Noite do Decreto, a noite em que o Alcorão foi revelado ao Profeta Mohammad(s.a.a.s). Acredita-se que essa noite seja um dos dez últimos dias ímpares de Ramadan. Ela é brevemente mencionada na Surata Al Kadr (O Decreto). Ela poderá ser traduzida como se segue:"Sabei que o revelamos (o Alcorão),na Noite do Decreto. E o que te fará entender o que é a Noite do Decreto? A Noite do Decreto é melhor do que mil meses. Nela descem os anjos e o Espirito (Anjo Gabriel), com a anuência  do seu Senhor, para executar todas as Suas ordens. (Ela) é paz, até ao romper da aurora!"

(Alcorão Sagrado, Surata 97)

Galeria de imagens desta notícia: